Notícias

O tema deste ano do Dia mundial da Floresta - “O papel central das florestas no abastecimento energético das sociedades actuais e futuras” -não podia ser mais adequado para alertar que apesar de ter boas políticas de protecção, as florestas da Guiné-Bissau ainda continuam a correr riscos, nomeadamente, por causa da produção de energia.

As cinco Organizações Internacionais, parceiras do processo de consolidação da paz na Guiné-Bissau, conhecidas como grupo P5 - União Africana ( UA), a Comunidade Económica dos Estados do Oeste Africano, (CEDEAO) a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a União Europeia (EU) e as Nações Unidas, (NU) - reuniram-se no dia 15 de março com o presidente Vaz, para manifestar a sua preocupação e trocar com ele algumas opiniões sobre o momento político que se vive no país.

Bissau, 24 de Fevereiro de 2017 (UNIOGBIS / PIU) – O Conselho de Segurança das Nações Unidas prorrogou no dia 23 deste mês, o mandato do Escritório Integrado das Nações Unidas para a Consolidação da Paz na Guiné-Bissau - UNIOGBIS - e instou as partes interessadas a respeitarem e cumprirem rigorosamente o Acordo de Conakry e o roteiro da CEDEAO e a encararem as suas diferenças e os desafios que o seu país enfrenta. Sublinhou também a necessidade de um diálogo inclusivo para consolidar a paz e a estabilidade e exortou as autoridades nacionais a acelerar a revisão da Constituição da Guiné-Bissau.

Uma missão multidisciplinar do Escritório Integrado das Nações Unidas para a Consolidação da Paz para a Guiné-Bissau -UNIOGBIS - liderado pelo Representante Especial Adjunto do Secretário-Geral das Nações Unidas para os Assuntos Políticos, Marco Carmignani, visitou a cidade de Buba, região de Quinara, sul, de 20 a 21 de Fevereiro, para fortalecer a colaboração com as autoridades administrativas locais, as polpulações e examinar de perto o trabalho do escritório local da UNIOGBIS.

Bissau, 15 de Fevereiro (UNIOGBIS) - Apresentando o relatório do Secretário-Geral sobre a Guiné-Bissau e as actividades da UNIOGBIS, ontem, antes do Conselho de Segurança, o SRSG Modibo Touré sublinhou que qualquer avanço no diálogo político As causas estruturais da instabilidade não são abordadas.

O simpósio internacional “Enfrentar o passado para construir a Guiné-Bissau de amanhã” (Nó nfrenta pasado pa nô kumpu nô Guiné-bissau di amanhã) que estava agendado para este fim-de-semana, terá lugar entre 8 e 11 de Fevereiro 2017 na Assembleia Nacional Popular, em Bissau.

No seguimento de um pedido do Governo da Guiné-Bissau ao sistema das Nações Unidas no país e aos principais parceiros internacionais, foi criada uma comissão multidisciplinar para preparar um plano de assistência aos milhares de refugiados gambianos que já entraram no país.

Depois das consultas a mais de três mil pessoas em todo o território da Guiné-Bissau, a Comissão para Organização da Conferência Nacional “Caminhos para Paz e Desenvolvimento” (COCN), mandatada pelo parlamento Bissau-Guineense para retomar o processo conducente à reconciliação nacional, organiza entre os dias 27 e 30 de janeiro de 2017 um simpósio internacional (programa provisório em anexo).

O dia 25 de novembro é o primeiro dos 16 dias de activismo para a eliminação de violência contra as mulheres. No quadro da comemoração deste ano, sob o tema “Alaranjar o mundo: mobilizar recursos para pôr fim à violência contra as mulheres e meninas”, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon encorajou os líderes globais a colaborarem com a ONU Mulheres e o Fundo das Nações Unidas para por Fim à Violência contra as Mulheres.

Páginas