Actualidades

O dia 25 de novembro é o primeiro dos 16 dias de activismo para a eliminação de violência contra as mulheres. No quadro da comemoração deste ano, sob o tema “Alaranjar o mundo: mobilizar recursos para pôr fim à violência contra as mulheres e meninas”, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon encorajou os líderes globais a colaborarem com a ONU Mulheres e o Fundo das Nações Unidas para por Fim à Violência contra as Mulheres.

Na Guiné-Bissau, os 16 dias de activismo serão preenchidos com uma campanha de sensibilização para eliminar a violência contra as mulheres; que inclui muitas actividades como djumbais nas comunidades e nas escolas e entre outros.

04 jan 2017

Em sinal da celebração do dia mundial dos direitos humanos, 10 de dezembro, na Guiné-Bissau diferentes organizações da sociedade civil em parceria com as Nações Unidas realizaram muitas actividades para a promoção e defesa dos direitos humanos, como palestras nas escolas e universidades, e distribuição de guia prático dos direitos humanos.

Apesar dos esforços de promoção, o diagnóstico que a Liga Guineense dos Direitos Humanos (LGDH) faz da situação no seu mais recente relatório, que cobre o período 2013-2015 é preocupante: “os cidadãos viram sistematicamente os seus direitos violados, nomeadamente os direitos à Liberdade de expres

30 dez 2016

Dia 1 de Dezembro, comemoramos o Dia Mundial da Luta contra a SIDA – um acto de solidariedade para com os 78 milhões de pessoas infectadas pelo VIH e lembramos os 35 milhões que morreram de doenças relacionadas com a SIDA desde que os primeiros casos de VIH foram detectados. Este ano sobre o tema "Aceda aos Direitos de Equidade Agora".

A data serve para despertar a atenção da sociedade sobre a necessidade da prevenção, pesquisas e de políticas públicas de atendimento às pessoas portadores do vírus VIH. 

16 dez 2016

A violência contra as mulheres é uma violação dos direitos humanos. De acordo com uma revisão global de 2013 dos dados disponíveis, 35 por cento das mulheres em todo o mundo passaram por violência sexual física ou sexual.

29 nov 2016

A Guiné-Bissau assinalou, no dia 24 de Outubro, 71 anos de existência da Organização das Nações Unidas com a inauguração de murais da paz e projecção de filmes em Bissau e nas regiões sobre os novos objectivos de desenvolvimento sustentável.

“No septuagésimo-primeiro aniversário da Organização, temos 17 objectivos para nos impulsionar para um futuro melhor para todos num planeta saudável”, sublinhou o secretário-geral na sua mensagem, aproveitando para pedir a todos que apoiem o novo secretário-geral, António Guterres na sua missão d

16 nov 2016

No dia 10 deste mês, o Movimento da Sociedade civil, o Movimento dos cidadãos livres, o Conselho Nacional da juventude e a Rede Nacional das associações juvenis lançaram uma campanha de educação cívica sobre a cidadania e a cultura democrática a nível nacional que conta com o apoio do UNIOGBIS.

O direito à cidadania está previsto na Constituição da República da Guiné-Bissau, no artigo 44º, alíneas 1 e 2.

10 nov 2016

Bissau 07 de Novembro (UNIOGBIS / PIU) – No final de uma visita de mediação a Bissau no dia 5 de Novembro, a Missão de alto-nível da Comunidade dos Países da Africa ocidental (CEDEAO) liderada pela Presidente da Autoridade dos Chefes de Estado da CEDEAO e de Governo e Presidente da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf apelou aos líderes políticos que respeitem o Acordo de Conacri.

Com o apoio dos representantes das Nações Unidas, União Africana, União Europeia e na Guiné-Bissau, a organização regional Oeste Africano está mediando para acabar com as crises políticas em relação ao ano de duração no país.

09 nov 2016

4 Novembro 2016 - A Guiné-Bissau vive numa profunda crise de governação desde 12 de Agosto de 2015, após a queda do governo liderado por Domingos Simões Pereira. Com esta situação, o país perdeu muitas oportunidades de negócio e de investimento, segundo os economistas. O apoio dos doadores internacionais, prometido na mesa redonda de Bruxelas de 2015 também foi suspenso. O impasse político arrastou o país para numa crise socioeconómica sem precedentes e o povo receia uma nova guerra civil no país. 

Desde o início desta crise vários atores nacionais e internacionais, envolveram-se na procura de uma solução. Tais esforços resultaram por exemplo, nos acordos de Bissau e Conacri.

04 nov 2016

New York / Bissau, 20 de Outubro (UNIOGBIS / PIU) - O Representante Especial do Secretário-Geral e Chefe do Escritório Integrado para a Consolidação da Paz das Nações Unidas na Guiné-Bissau (UNIOGBIS), Modibo Ibrahim Touré, informou hoje os membros do Conselho de Segurança sobre o diálogo inclusivo entre os líderes políticos, a sociedade civil e as comunidades religiosas da Guiné-Bissau, realizada em Conacri, entre 11 e 14 de Outubro.

Presidida pelo Presidente da República da Guiné, Alpha Conde, que é também Mediador da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) para a Guiné-Bissau, os protagonistas da crise na Guiné-Bissau assinaram um acordo de nove pontos.

20 out 2016

O Secretário-Geral Adjunto das Nações Unidas, que é também Director do Escritório Regional para a África do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e Presidente do Grupo de Desenvolvimento das Nações Unidas (UNDG) para a África, Sr. Abdoulaye Mar Dieye terminou a sua visita à Guiné-Bissau, no dia 5 de outubro.

A visita do Sr. Mar teve como objectivo reiterar e reforçar o apoio das Nações Unidas, e do PNUD em particular, aos esforços do país no alcance das suas prioridades de estabilidade, paz e desenvolvimento.

07 out 2016

Páginas